Archive for ‘Crochet/Tricot’

18/11/2010

Bolsas

por paula al

Para oferecer a duas meninas diferentes.

A redonda partiu destas instruções. Demorei mais tempo do que eu esperava – usando o “single crochet” leva algum tempo a crescer em altura.

 

A outra foi feita mais “à sorte” e bem mais rápida. Um comprido rectângulo com “double crochet”.

 

Comecei pela redonda para evitar costuras, mas gosto muito mais do resultado final da plana.

16/11/2010

Experiências com crochet

por paula al

Não costumo gostar muito das manualidades que precisam de várias etapas sucessivas. Normalmente acabam por se arrastar no tempo e o resultado final tarda em aparecer. Fico especialmente impaciente quando ainda se trata de uma experiência. Foi o que aconteceu desta vez. Não ficou mal, mas não sei se repito.

Ainda à volta dos temas natalícios, fiquei curiosa com esta série de vídeos que ensina a fazer um floco de neve (1ª parte) em crochet (2ª parte) e depois mostra como se pode endurecer o trabalho para passar a ser utilizado suspenso ou junto a uma superfície.

Depois de experimentar vários tipos de flocos de neve ou estrelas, com fio de norte, repeti mais vezes o mais simples de todos (porque era mais rápido).

Vale a pena fazer um pequeno monte de fio crochetado para depois os endurecer todos de uma vez.

Depois de mergulhar tudo no “xarope” de água com açucar, cada uma das peças tem de ficar completamente (e muito bem) estendida e tem de secar (mesmo muito bem). Nesta fase, estive quase a desistir. Não é muito simpático mexer em alfinetes com os dedos pegajosos. Estive no exterior e estava um bocado de frio. O fio de norte ficou ensopado e não era fácil espetar os alfinetes. A superfície que preparei para isto também não terá ajudado muito… Ficaram muito escuros, enquanto molhados.

 

Compreendi que em vez de “despachar” a coisa com fio de norte, achando que o seu rústico ar daria um toque especial, devia ter apostado na delilcadeza de fios de algodão (com cores diversas, se calhar) e uma agulha mais fina.

Depois de um tremendo ataque de formigas e depois de 1 dia e meio ao ar, “desalfinetei” tudo. Comecei a ficar mais satisfeita, novamente.

Deixei as peças juntas, paradas por vários dias, no interior da casa, para ver se as formigas ainda se interessavam. Nada aconteceu e, uma vez que foram perdendo toda a humidade que ainda restava, as estrelas/flocos de neve voltaram a ter a cor original do fio de norte.

E, sim, a técnica do xarope de açucar resulta mesmo:

 

Eis uma forma de aplicação para decorar a casa, nesta época:

(infelizmente o sol não apareceu para a fotografia… não lhe faz justiça)

04/11/2010

Estrela ráfia

por paula al

De página em página, seguindo cadeias de links, vendo vídeos, acabo por coleccionar pequenas peças-experiência.

Esta surgiu quando comecei à procura de estrelas, ou outros motivos do género, para origami, antes de ter papel para dobrar. É ráfia, em crochet.

Segui estas instruções, em vídeo.

%d bloggers like this: